O piano esteve nos copos.

Parece que o querido Tom Waits fez anos ontem. Como hoje o dia está cinzento e o mundo cheio de vontade que eu espingarde contra ele, vou contrariar o sermão que ele quer à força vingar em mim, e assumir esta penumbra domingueira, fazendo o que posso para não me chatear com a vida. É que esta semana, entre políticos esverdeados e cavalgadores do tsunami Greta e a vassalagem prestada pelo Estado português a dois meliantes corruptos e assim a dar para o genocida, e mais uns quantos relatos de retorno às trevas (o contentamento com o nosso sistema judicial que aqui me trouxe a semana passada desmoronou com a notícia de que, desde que sejas um gajo com um emprego, inserido na sociedade e tal, é na boa violares uma miúda de 15 anos), o mundo merecia um valente raspanete. Mas, lá está: é domingo e chove nesta aldeia, pelo que vou mas é fazer bolos (li no New York Times que o segredo para uma base de tarte incrível é não estender a massa, mas sim ralá-la) e sonhar com o dia em que, já não sendo fonte alimentar da minha filha de meses, possa pedir ao piano para ficar com a minha ressaca. Happy birthday, Mr. Waits. Hang in there.

https://youtu.be/0GjyGdDrXXs

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s