o fio condutor

Há uns dias que tenho vindo a pensar por que razão estou por aqui. Reflecti sobre o meu interesse no feminismo, e no feminino, e na aparência e na apresentação que fazemos de nós. Com o corpo, com a pele, com a cara e com a roupa que nos cobre.

Pensei em quem cultiva fibras, em quem as fia, pensei nos teares que fazem os tecidos das nossas peças, nas mãos que os cortam e os costuram para nós.
Muitas são mãos de mulheres, pelo mundo inteiro. Que não vivem em condições como as nossas (aqui no lado ocidental do mundo), que recebem salários muito baixos e são obrigadas a trabalhar demasiadas horas por dia para sustentar as suas famílias.

Entretanto, no início da semana, tive esperança com o que o filme Made In Bangladesh nos conta sobre as operárias que fazem as nossas roupas. Sobre o que expõe e sobre a consciência que pode difundir entre quem consome os produtos, quem pode, eventualmente, passar a perguntar mais e a exigir mais da minha indústria.

E também pensei nos saberes partilhados entre tantas mulheres, desde a Antiguidade. Pensei nos lavores e no artesanato. Pensei nas práticas que as avós, as tias e as mães partilham desde sempre com as netas, as sobrinhas e as filhas (e com os filhos, espero eu, cada vez mais). Pensei nas conversas que se entrelaçam no meio dessas partilhas.
Pensei no lençol bordado por uma tia, onde dormi esta noite.

imani-_TuIdedBPwQ-unsplash
Photo by Imani on Unsplash

E descobri os Feminismos sobre Rodas que têm estado a passear pelo país e a ouvir mulheres de todas as gerações, a po-las a conversar sobre questões de género, sobre feminismo, sobre a posição delas no mundo e sobre o que vivem ou viveram. Mostram filmes, discutem vivências, fazem tricot – deixam o fio contar as histórias.

Pensei na importância de saber que estas mãos podem fazer tantas coisas, bonitas, feias e mais ou menos. E que é através delas que nos podemos sentir empoderadas e capazes – e de isto tudo poder estar dentro da metáfora de fazer qualquer coisa nova, do zero (ou só de tentar).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s