Gosto de me vestir como um homem

Hoje trágo-vos o primeiro de um conjunto de 10 poemas. Imaginem que a mulher que os escreve é uma mulher que vive na década de 1920, numa pequena aldeia do interior alentejano. O resto a seu tempo virá.

I

Gosto de me vestir como um homem.

É o que sussurram as sombras.

Mas não me deixam.

Trancam-me a liberdade e 

esfrangalham-me as costas em 

SENHORA NÃO USA CALÇAS, NEM BLUSÃO!

Fico sempre a pensar que grito vezes demais

… como um homem.

Não sei muito bem porque o vomito.

Foi o que nos ensinaram.

Que é assim que deve ser.

Que é assim que a sociedade sente.

O que é isso de como um homem?

Se é pelas calças, estou feita.

Gosto muito delas.

Se é pelo blusão, estou desfeita.

Gosto ainda mais.

Se é pelos sapatos, estou descalça.

Não danço sem eles.

E continuo a gaguejar:

O que é isso de como um homem?

Ensinaram-vos a pensar assim.

Que é assim que deve ser.

Que é assim que a sociedade sente.

Um homem é diferente,

veste diferente,

pensa diferente,

fala diferente,

dança diferente,

ganha dinheiro diferente,

ama diferente,

É diferente. É DIFERENTE!

Diferente não é melhor.

Fizeram-nos aceitar que sim.

E aprendi a viver com menos.

Com menos vestes,

Com menos pensamentos,

Com menos falas,

Com menos danças,

Com menos dinheiros,

Com menos amores,

Diferente. DIFERENTE!

Diferente é só diferente.

Chega. Quero enfiar as minhas calças de volta.

Escrevam o que quiserem nas minhas costas 

pois que usarei essas cicatrizes como botões de punho.

Será que não sentem? Será que não questionam?

Deve ser do tom grave com que falam.

Ou o semblante grave com que ficam,

se ela usa calças.

Ela? Ela é bêbeda.

E não se importa.

Ou do pénis que carregam.

Ou porque nos fizeram acreditar que

um pénis, que baloiça flácido e murcho, dá estatuto.

Uma vagina a sangrar, tira. 

Um pénis dá razão.

Um pénis da direito

a usar calça e blusão 

e seguir sem chacota

ou alusão

ao sexo que tens entre as pernas.

Bardamerda é que dá! 

Não quero carregar um pénis (SÓ PÔ-LO ENTERRADO) entre as pernas!

mas hei-de usar blusão.

Um pensamento sobre “Gosto de me vestir como um homem

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s